Seguidores

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Reciclagem de Papel

O papel é um dos produtos mais utilizados nas tarefas do cotidiano. Quando não está sendo mais utilizado, pode passar por um processo de reciclagem que garante seu reaproveitamento na produção do papel reciclado. O papel reciclado tem praticamente todas as características do papel comum, porém sua cor pode variar de acordo com o papel utilizado no processo de reciclagem. Com os papéis reciclados você pode fazer embalagens de presente, cartões personalizados e tudo o que a sua imaginação mandar.


Tipos de papéis recicláveis: papel sulfite, papelão, caixas de embalagens de produtos, papel de presente, folhas de caderno, entre outros.

Como fazer papel reciclado em casa (reciclagem caseira)

Materiais:
papel e água
bacias: rasa e funda
balde
moldura de madeira com tela de nylon ou peneira reta
moldura de madeira vazada (sem tela)
liquidificador
jornal ou feltro
pano (ex.: morim)
esponjas ou trapos
varal e pregadores
prensa ou duas tábuas de madeira
peneira côncava (com "barriga")
mesa

Modo de preparo:



1 - Coloque o papel picado de molo em um balde por 24 horas, com aproximadamente dez litros de água.
2 - Lave bem o papel para retirar as impurezas.
3 - Pegue pequenas porções e coloque no liquidificador, batendo com 1 litro de água por mais ou menos 1 minuto.
4 - Coloque a massa em uma caixa plástica e se a mistura estiver muito grossa, adicione mais água na caixa.
5 - Mergulhe uma tela de nylon e comece a tirar o papel.
6 - Coloque o papel sobre um tecido (entretela sem cola, algodão ou tergal).
7 - Depois coloque-o na prensa para eliminar o excesso de água.
8 - Pendure no varal para secar.
                                  

A - Preparando a polpa

Pique o papel e deixe de molho durante um dia ou uma noite na bacia rasa, para amolecer. Coloque água e papel no liquidificador, na proporção de três partes de água para uma de papel. Bata por dez segundos e desligue. Espere um minuto e bata novamente por mais dez segundos. A polpa está pronta.

B - Fazendo o papel


Despeje a polpa numa bacia grande, maior que a moldura.
Coloque a moldura vazada sobre a moldura com tela. Mergulhe a moldura verticalmente e deite-a no fundo da bacia.
Suspenda-as ainda na posição horizontal, bem devagar, de modo que a polpa fique depositada na tela. Espere o excesso de água escorrer para dentro da bacia e retire cuidadosamente a moldura vazada.
Vire a moldura com a polpa para baixo, sobre um jornal ou pano.
Tire o excesso de água com uma esponja.
Levante a moldura, deixando a folha de papel artesanal ainda úmida sobre o jornal ou morim.

C- Prensando as folhas

Para que suas folhas de papel artesanal sequem mais rápido e o entrelaçamento das fibras seja mais firme, faça pilhas com o jornal da seguinte forma:
Empilhe três folhas do jornal com papel artesanal. Intercale com seis folhas de jornal ou um pedaço de feltro e coloque mais três folhas do jornal com papel. Continue até formar uma pilha de 12 folhas de papel artesanal.
Coloque a pilha de folhas na prensa por 15 minutos. Se não tiver prensa, ponha a pilha de folhas no chão e pressione com um pedaço de madeira.
Pendure as folhas de jornal com o papel artesanal no varal até que sequem completamente. Retire cada folha de papel do jornal ou morim e faça uma pilha com elas. Coloque esta pilha na prensa por 8 horas ou dentro de um livro pesado por uma semana.

D- Efeitos decorativos

Misture à polpa: linha, gaze, fio de lã, casca de cebola ou casca de alho, chá em saquinho, pétalas de flores e outras fibras.
Bata no liquidificador junto com o papel picado: papel de presente, casca de cebola ou de alho.
Coloque sobre a folha ainda molhada: barbante, pedaços de cartolina, pano de tricô ou crochê. Neste caso, a secagem será natural - não é necessário pressionar com o pedaço de madeira.
Para ter papel colorido: bata papel crepom com água no liquidificador e junte essa mistura à polpa. Outra opção é adicionar guache ou anilina diretamente à polpa.

Dicas importantes
A tela de nylon deve ficar bem esticada, presa à moldura por tachinhas ou grampos.
Reutilize a água que ficar na bacia para bater mais papel no liquidificador
Conserve a polpa que sobrar: peneire e esprema com um pano. Guarde, ainda molhada (em pote plástico no congelador) ou seca (em saco de algodão).
A polpa deve ser ainda conservada em temperatura ambiente.

Outra receita simples


Ingredientes:


- Papéis usados, como embrulhos, folhas, revistas, cartões, jornais, etc.
- Jornais (para secar os papéis)
- Água

Materiais:

- Recipientes para cada tipo de papel
- Liquidificador / misturador (ou alternativamente, batedeira ou varinha mágica)
- Bacia funda
- Peneira, que caiba na bacia, com a forma desejada
- Panos velhos

Como fazer o papel reciclado

1. Pique o papel para um recipiente com água suficiente para cobrir o papel (poderá separar o papel em diferentes recipientes consoante o tipo ou cor do papel). Deixe-o a repousar por pelo menos 1 dia (o papel pode ficar de molho por semanas, desde que em recipientes limpos).

Pode ainda incorporar no papel reciclado que vai fazer: folhas secas, pequenas lascas de madeira, cebola triturada, bocadinhos de corda, etc, para fazer bonitos cartões decorativos. Para obter um papel reciclado colorido, deixe também de molho papéis de cores fortes.

2. Coloque água e papel no liquidificador, na proporção de três partes de água para uma de papel. A própria “água do molho” pode ser aproveitada. Bata a mistura até obter a textura desejada (quanto mais bater, mais homogênea ficará a mistura, mas não bata demais porque o papel tornar-se-à quebradiço).

3. Despeje o papel batido na bacia com água até ½. Agite a mistura com a mão para as partículas de papel não se depositarem no fundo.

4. Mergulhe a peneira pela lateral da bacia até ao fundo, subindo-a lentamente, sem incliná-la, apanhando as partículas em suspensão e formando uma camada de papel sobre a peneira. Se desejar papel mais grosso, adicione papel batido à bacia, agite e peneire novamente.

5. Coloque a peneira sobre um jornal, para secar a superfície inferior. Passe a mão sob a peneira inclinada para escorrer água. Troque o jornal até este não ficar mais molhado.

6. Ainda sobre o jornal, cubra a peneira com um pano e aperte para secar a superfície superior da folha. Use vários panos até que não molhem a mão no toque. Observe atentamente se não há bolhas, buracos ou imperfeições no papel. Se houver, despreze essa folha e repita o procedimento das etapas 4 e 5.

7. Vire a peneira sobre o jornal seco e dê várias pancadas no fundo. A folha deve soltar-se. (Se o papel estiver muito úmido, a folha não cai). Nesta fase, poderá adicionar folhas e flores secas, para decorar o papel.

8. Coloque a folha entre jornais secos e deixe-a secar até ao dia seguinte. Poderá prensá-la, com auxílio de livros pesados e grandes, como listas telefônicas. Pronta, esta folha poderá ser escrita, cortada, dobrada, colada, pintada e muito mais.

O processo de reciclagem de papel poderá servir para fazer folhas de papel reciclado, mas também peças modeladas e coloridas por si, usando a sua criatividade, através da técnica do papel machê.

9. As sobras de papel picado ou batido podem ser peneiradas, exprimidas e encaminhadas para reciclagem seletiva e a água que sobre na bacia pode ser despejada no vaso ou jardim.

Fonte: Confagri



Nenhum comentário: