Seguidores

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Que Tinta Usar

Sempre me perguntam que tinta usar para tal objeto.
Fui pesquisar e trouxe algumas dicas. Mas quero caprichar e colocar aqui bastante informação. 
Peço ajuda aos artesões e a quem puder: escrevam no comentário a sua dica e ajudem a criar essa postagem. Ficarei imensamente grata e os leitores também. 
Vamos ver os tipos de tintas:
Tinta Acrílica - Tinta à base de água que pode ter 3 tipos de acabamento:
Fosco: tem um aspecto aveludado que disfarça imperfeições, porém é menos resistente à limpeza.
Semibrilho: tem um pouco de brilho, o que destaca possíveis imperfeições. É mais resistente à limpeza do que a tinta fosca e pode ser usada também em superfícies externas.
Acetinada: é o acabamento mais fino e sofisticado, possui brilho suave e resiste bem à limpeza. Também mostra um pouco as imperfeições, mas menos que a semibrilho. É a que mais usamos para interiores de casas e apartamentos.
=>Indicação de uso: pinturas internas e externas, de forma geral, como alvenaria, gesso, reboco com cal, cerâmica porosa , cimentados, tijolo e concreto.


Tinta Látex ou PVA - Tinta à base de água. É encontrada apenas em acabamento fosco, oferece pouca resistência ao sol e tem baixa lavabilidade. É a mais barata. 
=>Indicação de uso: principalmente para pintar o teto ou paredes internas que dispensem manutenção constante. Pode ser usada em alvenaria, gesso e madeira.

Tinta a Óleo - É composta por um ligante do tipo oleoso que pode dar acabamento fosco ou brilhante. Apresenta impermeabilidade à penetração de água. 
=> Indicação de uso: utilizada em pinturas que requerem diferenciação de acabamento, como móveis, portas e janelas de madeira, ferro ou aço.

Esmalte - Podem ser à base de solvente ou de água. Esmaltes à base se solvente demoram a secar e apresentam cheiro forte. Já os feitos à base de água corrigem esses problemas. É resistente à ação da chuva e do sol. 
=> Indicação de uso: podem ter acabamento fosco, alto brilho ou acetinado. São indicados para superfícies de madeira e metal, principalmente em áreas externas.

Verniz - Pode ser à base de solvente ou de água. Existem vernizes incolores ou pigmentados, que imitam as cores de madeira. Eles formam uma película protetora que protege as superfícies de madeira da absorção de água. Já o Stein é uma evolução dos vernizes. Ele é absorvido pela madeira tornando-a hidrorrepelente e exigindo menos manutenção.
 => Indicação de uso: superfícies de madeira expostas a sol e chuva.

Epóxi - Pode ser à base de solvente ou de água. é uma tinta resistente à ação do tempo e de produtos químicos. É um produto de aplicação difícil, que requer mão de obra especializada. 
=> Indicação de uso: Pisos, azulejos, fibra de vidro.


Agora vamos por material:

Madeira/MDF - Se você esta se referindo a pintura imobiliária ou seja repartições de setores, você tem duas opções: a tinta acrílica ou látex PVA que se encontra em materiais de construção em diversas cores fosca ou também esmalte ou verniz essa já possuem alto brilho. Agora se você esta se referindo a MDF em artesanatos, você pode iniciar com goma laca e em seguida acrílica ou látex PVA em recipiente menor.

Vidro - Você pode usar tinta acrílica, esmalte ou verniz vitral.
A diferença entre elas é que se você usar a tinta acrílica a base de água não poderá molhar o interior da peça. Já a tinta esmalte a base de óleo permite que você use água no interior e lave sem problemas. O verniz vitral dá uma cor transparente, você pode pintar da cor que desejar e terá um efeito transparente.

Pneu - Tinta a óleo, automotiva, acrílica

Nenhum comentário: