Seguidores

sexta-feira, 18 de março de 2011

Paris, Amo essa Cidade


Uma das  principais cidades da França ao longo do século X, beneficiada com palácios reais, ricas abadias e uma catedral. Ao longo do século XII, Paris se tornou um dos primeiros focos europeus do ensino e da arte.
No século XVII, ela era a capital da maior potência política europeia; no século XVIII era o centro cultural da Europa, cuja efervescência durante oIluminismo lhe permite ainda hoje carregar o título de Cidade Luzno. Sua arquitetura, seus parques, suas avenidas e seus museus fazem-na, pelo ano de 2004, a cidade mais visitada do mundo francófono.


Viagem relatada por uma professôra de história
Torre Eiffel
Museu do Louvre - Fachada
Montparnasse e Jardins de Luxemburgo
Montmartre
Jardins de Luxemburgo
Ópera Garnier
Panthéon
Museu D'Orsay


Lugares de visita obrigatória em Paris:

Torre Eiffel - construída  por Gustave Eiffel em 1889, foi planejada inicialmente para ficar de pé por apenas 20 anos; é considerada actualmente o principal símbolo da cidade.
Museu do Louvre - Instalado no Palácio do Louvre e famoso por abrigar o quadro de Mona Lisa. Foi construído pelo rei Filipe Augusto em 1190, para ser uma fortaleza medieval. Dividido em 3 alas: Sully, Richelieu e Denon; e 4 níveis: subterrâneo e do primeiro ao terceiro andar. As sessões são divididas em Antiguidades Orientais, Egípicias, Gregas, Romanas, esculturas e Louvre medieval. Ele une do antigo ao moderno e contemporâneo. Temos na entrada  a Pirâmide de Vidro, com 21 metros e altura e 200 toneladas de vidro e vigas.


Arco do Triunfo - construído por Napoleão Bonaparte, em 1806, em homenagem as vitórias francesas e aos que morreram no campo de batalha.
Catedral de Notre-Dame - A mais antiga e de estilo gótico.  Iniciada sua construção no ano de 1163, é dedicada a Maria, Mãe de Jesus (daí o nome Notre-Dame – Nossa Senhora), situa-se na praça Parvis, na pequena ilha Île de la Cité, rodeada pelas águas do Rio Sena.
Palácio de Versalhes - localizado na cidade de Versalhes, a maior atracção turística do mundo. Construído por Luís XIV para abrigar toda a corte, designava o poder, a glória e a riqueza do Rei Sol (Luís XIV)
Montmartre - uma área histórica da cidade, onde se localiza a Basílica de Sacré Coeur, e famosa pelo seus cafés, seus estúdios e clubes nocturnos, como o Moulin Rouge.
Basílica de Sacré Coeur - Basílica do Sagrado Coração

Pantheón -Monumento famoso por abrigar os restos mortais de vários franceses famosos.

Palais du Trocadéro - Construído para Exposição Universal de 1878. Destruído em 1935 e reconstruído em 1937 no estilo neo-clássico; beijando com suas duas asas curvas de pedra branca os jardins e o terraço se estende até o Sena. Possui dois pavilhões com  três museus: Museu I'Homme, Museu de Maria e Museu do Património da Arquitetura.
Place de La Concorde, a segunda maior da França, situada ao pé da Champs-Élysées, palco dos maiores acontecimentos. Destacando nela a Fonte de Jacques Hittorff, o Obelisco Luxor e oito estátuas representando cidades da França (Stranbourg, Lille, Brest, Rouen,Lyon, Marseille, Bordeaux e Nantes).
Jardin des Tuileries - Um dos mais antigos; situado entre o Sena, o arco do Triunfo e a Concórdia; com muitas estátuas e lagos.
Jardim de Luxemburgo é o maior parque público de Paris. Hoje pertence ao Senado da França, sediado no Palácio de Luxemburgo. O jardim é decorado com estátuas, pequenos lagos destinados para as crianças, possui um pequeno teatro de fantoches, um pomar e um restaurante.
Place Vendôme - Iniciada durante o reinado de Luís XIV. Localizada ao norte do Jardim das Tulherias e a leste da igreja de La Madelaine.
Palácio Garnier ou Ópera Garnier - Uma obra-prima da arquitetura de seu tempo (neobarroco). Fundado por Luís XIV em 1669, com capacidade para 1979 espectadores sentados. O palácio era comummente chamado apenas de Ópera de Paris, mas, após a inauguração da Ópera da Bastilha, em 1989, passou a ser chamado Ópera Garnier.
Museu Rodin - Inaugurado em 1919 como Hotel Biron. Exibe obras do escultor Augusto Rodin, que usava o hotel como sua oficina. Posteriormente doou todo seu trabalho para o Estado na condição de transformar o hotel em museu dedicado às suas obras  ( O Pensador, O Beijo e os Portões do Inferno).
Hôtel National des Invalides, ou Palácio dos Inválidos, é um enorme monumento, cuja construção foi ordenada por Luís XIV, em 1670, para dar abrigo aos inválidos dos seus exércitos. Hoje em dia, continua acolhendo os inválidos, mas é também uma necrópole militar e sede de vários museus. Napoleão Bonaparte está sepultado sob a cúpula dourada.
Museu de Orsay - Situa-se na margem esquerda do rio Sena. Apresenta principalmente pinturas e esculturas da arte ocidental do período compreendido entre 1848 e 1914. Entre outras, encontramos obras de Van Gogh, Monet, Degas, Maurice Denis, Odilon Redon.  Museu que reúne importante colecção de arte impressionista e foi, no passado, uma estação de trem. Com a sua desactivação, foi quase demolida, mas por protestos foi transformada em museu.
La Défense é o maior centro financeiro de Paris e maior centro empresarial desenvolvido da Europa. A área abriga muitos dos maiores e mais altos edifícios. Em destaque temos o Grande Arco (110m de altura).
Hôtel de Ville (Câmara Municipal), alberga as instituições do governo municipal de Paris. Em sua fachada há várias estátuas das personalidades da cidade, como artistas, cientistas, políticos, filósofos ou empresários.
Eurodisney (Disneyland Resort Paris) - Complexo turístico do conglomerado Disney contendo várias opções de entreterimento incluindo dois parques multi temáticos, Disneyland e Walt Disney Studios. Localizado em Marne-la-Vallée (subúrbio de Paris) é a atracção turística mais visitada da Europa.
Saint-Chapelle, é uma capela gótica na Ilha de La Cité, construída no século XIII por Luís V (São Luís). Hoje é o Palácio da Justiça.
Ponte Alexandre III, ao fundo o Grand Palais. Decorada com querubim, ninfas e cavalos alados nas extremidades..
Pont Neuf (Ponte Nova), a mais antiga que cruza o Sena. O nome "nova" permaneceu, mas lhe foi dado para distinguir-se das antigas pontes medievais.
Conciergieir, vestígio do Palácio da Cidade, foi residência da monarquia entre os séculos X e XIV. Hoje Palácio da Justiça, localizado na Ilha de La Cité. Transformado em prisão em 1392, e uma de suas execuções na guilhotina temos Maria Antonieta.

Arquitetura contemporânea de 1970. Abriga o Museu de Arte Moderna e a Biblioteca Pública de Informação.

Um comentário:

Maria Lucia disse...

Paris... Me fez lembrar grandes momentos, valeu, escolheu uma linda cidade.